Linhagens, orquestra 3.3.3.3./4.3.3.1./perc/hp-cel/str, 13’

A obra Linhagens foi estreada no Festival Tinta Fresca 2019 – Belo Horizonte, 18.06.2019, pela Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

premiada com Menção Honrosa

Essa obra foi escrita para orquestra sinfônica e está baseada em uma tábua de dezessete acordes. A idéia de Linhagens aponta para dois significados deste termo: de um lado, o alinhavar que costura a sucessão desses acordes através de materiais motívicos advindos deles mesmos; de outro, a obra não esconde seu parentesco com o sistema harmônico tonal pelo uso de terças e, assim, ela se coloca na linha de descendência histórica dessa grande teoria tercial que é o fundamento da música tonal. A tábua de acordes ordenados é exposta em três seções de Linhagens sendo que, a cada momento, os acordes se apresentam em blocos de texturas e timbres variados, concatenados por elementos motívicos que se originam na sua própria estrutura. Essa sucessão de cenários, ora escuros, ora lúdicos, visa provocar os sentidos do ouvinte através dos timbres orquestrais. Essas seções são intercaladas por interlúdios que estão construídos a partir de um conjunto ordenado de terças sucessivas, material que é utilizado também na seção inicial e no final de Linhagens.